Função pública vai a voltar parar para 3ª fase da greve geral

As centrais sindicais já estão a preparar a 3ª fase da greve geral na função pública, prevista para Junho, devido à fricção com o Governo sobre o aumento do salário mínimo nacional, que querem que seja de 100 mil kwanzas.

Uma semana após o fim da segunda fase da greve, o Executivo não voltou a chamar as centrais sindicais para juntos encontrarem soluções que permitam um entendimento e os sindicatos estão a preparar o terreno para nova vaga de protestos.

A UNTA e a CGSSILA asseguram que não vão recuar na decisão e salientam que cabe apenas ao Executivo resolver o problema do salário mínimo.

Antes da greve, as três centrais defendiam uma revisão salarial na função pública na ordem dos 250 mil kz, mas antes da primeira paralisação geral, no mês de Março, reduziram para 100 mil, e, mesmo assim, o Executivo não se mostrou receptivo.

No Dia Internacional do Trabalhador, 1 de Maio, o Governo assegurou estar a preparar-se para, a curto prazo, aprovar o salário mínimo nacional, “conforme as deliberações que forem tomadas” no Conselho Nacional de Concertação Social, sem apontar uma data concreta para este aumento desejado pelas centrais sindicais.

What’s your Reaction?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
0 0 votes
Classificação da Postagem
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Top
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x