Vice-presidente da AJA afirma que juízes não têm segurança jurídica nem condições psicológicas para julgar

Representante da Associação dos Juízes de Angola queixa-se da situação actual dos profissionais no país e denuncia casos de advogados que são designados para instruírem processos contra juízes.

O vice-presidente da Associação dos Juízes de Angola (AJA), Yuri da Cunha, caracteriza a situação actual dos juízes como sendo “muito triste” e “aterrorizante”, entre outras razões, por falta de condições de recurso quando lhes são aplicadas sanções, o que os coloca numa situação de “ausência de segurança jurídica e submetidos às instâncias superiores”, limitando-os em termos de “condições psicológicas para julgar ou defender” qualquer cidadão.

“Actualmente é asfixiante e sufocante ser juiz em Angola, não é fácil. Há muita coisa que acontece na magistratura que é muito bonito do ponto vista formal, mas na prática a gente vai assistindo diferenças muito grandes”, lamenta o juiz em entrevista à Rádio Essencial na tarde desta terça-feira.

What’s your Reaction?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
0 0 votes
Classificação da Postagem
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Top
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x