Materiais de construção cada vez mais caros

Comerciantes registam baixas do número de clientes. Preços estão mais elevados. Vendedores culpam fornecedores. Estes, por sua vez, apontam o dedo à instabilidade cambial.

A variação cambial tem sido apontada como a principal causa para a redução do fluxo de vendas dos materiais de construção nos mercados informais. A maior parte dos produtos é proveniente do exterior e é fornecido por estrangeiros.

Em alguns mercados da capital, os revendedores contaram, ao Valor Económico, como tem sido difícil aguentar o negócio, em que a venda de materiais de construção tem sido cada vez mais apertada.

No mercado do Zango IV, Teresa Manuel vendia um conjunto de 12 ripas de madeira, a 12.500 kwanzas. Isto até Outubro de 2023. Este ano, o mesmo conjunto custa 18.500 kwanzas, um aumento de 48%. A folha de contraplacado de 30 mm está a custar 3.500 kwanzas, quando o ano passado não passava dos 2.500.

Esta revendedora de madeira e derivados justifica os preços praticados, com o contínuo encarecimento da mercadoria que adquire nas fábricas de estrangeiros. “Os chineses é que têm as fábricas e são eles é que fornecem o negócio para o mercado”.

What’s your Reaction?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
0 0 votes
Classificação da Postagem
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Top
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x