“A corrupção em larga escala está a acontecer na Presidência da República”, diz Florindo Chivucuti, diretor da FoA

O Fundador da Organização Não Governamental Friends of Angola (FoA) manifesta-se preocupado com os níveis de corrupção que persistem. Aponta o dedo ao palácio presidencial como sendo o principal centro de corrupção dos últimos anos,justificando-se com os milhões que o Presidente concede a empresas, via de adjudicações diretas, com as quais alegadamente têm interesses.

O foco da Amigos de Angola (FoA) também instrui as pessoas sobre o combate à corrupção. O Governo assumiu a missão de combater a corrupção desde que o Presidente João Lourenço assumiu o poder em 2017. Como avalia o processo?

A avaliação do suposto combate à corrupção é negativa de forma geral. É verdade que João Lourenço fez várias promessas desde 2017, quando chegou ao poder. Em primeiro lugar, ficou claro que este combate foi seletivo, no princípio, mas depois parou e declarou claramente que não há interesse do Presidente em combater a corrupção.

Porque?

Porque, no Governo, existem indivíduos denunciados por corrupção e lavagem de dinheiro. Estamos a falar do ministro da Energia e Águas, do homem mais próximo dele no palácio, o famoso caso do senhor Edeltrudes. Há muitos outros casos que até agora o povo angolano não sabe em que pé fica. Muitas pessoas ligadas ao regime angolano, incluindo o próprio Presidente João Lourenço, beneficiaram deste roubo através dos empréstimos do BESA, mas também dos negócios que ele fez enquanto ministro da Defesa.

Em que se baseia para fazer essas afirmações?

Há um caso que é bastante conhecido, que envolve o presidente de Moçambique e um outro indivíduo, que é julgado nos EUA. Um círculo muito pequenino ligado ao ex-presidente José Eduardo dos Santos construiu um império com dinheiros públicos, desde condomínios, escolas públicas, que depois foram tornadas escolas privadas e investimentos de grande vulto que continuam a pertencer a muitos destes indivíduos. Alguns bens já foram devolvidos ao Estado angolano, por exemplo, as acções da Unitel, que estavam em nome da engenheira Isabel dos Santos e também do general Dino, mas a lista é longa. Por um lado, o Presidente Lourenço tem mencionado a luta contra a corrupção desde o princípio do seu primeiro mandato, mas, por outro, na prática, não temos constatado sinais positivos.

What’s your Reaction?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
0 0 votes
Classificação da Postagem
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Top
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE
1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x