Professores avisam que nova greve está para breve

O Sindicato Nacional dos Professores do Ensino Geral avisa que brevemente poderá decretar uma nova greve para exigir do Governo o cumprimento dos acordos constantes no caderno reivindicativo.

A garantia é de Guilherme Silva, presidente do SINPROF, que recorda que já se passaram três meses desde o prazo acordado para o Governo cumprir com as exigências dos professores em 2022.

“Nós discutimos com o Executivo e chegamos a entendimento nalguns pontos, cuja execução tarda. Fez-se um levantamento de vagas deixadas pelos colegas falecidos, os que passaram à reforma, os que deixaram o sector da educação por falta de condições, os que mudaram para o Ensino Superior. Essas vagas seriam para melhorar a questão dos colegas que estão no sexto grau e que não foram promovidos”, refere.

O concurso público interno de promoção, para aqueles que deram entrada no ministério como quadro administrativo, mas que hoje, depois de melhorados os seus níveis académicos “foram colocados na sala de aulas”, é também outra reivindicação que os professores fazem.

Por outro lado, o subsídio de isolamento destinado aos professores que leccionam “nas zonas recônditas”, continuam por receber, visto que o diploma foi aprovado e publicado em Diário da República, no mês de Março de 2023.

Guilherme Silva diz estar indignado com o silêncio do Governo, que se comprometeu em pagar “até porque diziam que esse dinheiro consta do Orçamento Geral do Estado 2023, mas até agora nada”.

“Nós vamos reunir o conselho nacional do SINPROF que vai deliberar e em vias de regra, quando reunimos sobre essa pressão de acções não executadas pelo executivo já sabemos o que daí virá. Portanto, o SINPROF não recua quando a questão tem a ver com greve. E nunca recuará”, assegura.

What’s your Reaction?
+1
0
+1
1
+1
0
+1
1
+1
0
+1
0
0 0 votes
Classificação da Postagem
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Top
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x