Angola quer comprar vacina contra a malária numa fábrica indiana sem aprovação da OMS

Angola prepara-se para, em 2024, vacinar crianças menores de cinco anos contra a malária, a mais mortal das doenças endémicas no mundo e a principal causa de morte no País. 

O País pretende, a partir deste ano, administrar por doses a vacina contra a malária em crianças até cinco anos, imunização, aliás, que se perspectiva que faça parte do Programa Nacional de Vacinação Infantil. A “boa-nova” foi anunciada no final do ano passado pela ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, que, sem avançar detalhes, assegurou que o órgão que tutela está a negociar com a aliança das vacinas “GAVI”, empresa produtora de vacinas e fornecedores, bem como a mobilizar recursos financeiros para que a aquisição seja feita ainda em 2024.

Embora a governante tenha assumido a possibilidade de a vacina ser introduzida no calendário ainda neste ano, segundo o Novo Jornal o país não tem nada definido e que está a explorar as opções existentes no mercado.

“A fila é grande, mas queremos adquiri-las ainda este ano. O Serum Institute of Índia é uma das opções, mas ainda carecem de aprovações finais da OMS”, explicou a fonte ao citado jornal.

Doença mata, em média, 10 mil pessoas por ano em Angola, dessas, mais de 50% são crianças.

What’s your Reaction?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
0 0 votes
Classificação da Postagem
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Top
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x